expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quarta-feira, 19 de junho de 2013

«São-lhe perdoados os seus muitos pecados, 
porque muito amou»
[Lucas 7, 36-50]


Hoje, na Praça de São Pedro em Roma, o Papa Francisco voltou “a vibrar” na apresentação da catequese sobre “a Igreja corpo de Cristo” e desafiou os presentes [e certamente todos, também os ausentes] «a querer bem a Deus e às pessoas, que estão ao nosso lado, na família, na paróquia, nas associações. Para que o corpo e os membros possam viver, devem estar unidos”! A unidade supera os conflitos; é uma graça que devemos pedir ao Senhor, para que nos livre das tentações da divisão, das lutas entre nós, dos egoísmos. E concluiu: “Quantos danos as divisões entre os cristãos, o partidarismo, os interesses mesquinhos podem causar à Igreja”»[AQUI]




Ao contemplar esta lindíssima flor parece perceber-se a beleza e a unidade que transmite e o impulso que dá para se viver na harmonia e na esperança que o fundo verde da planta de fundo parece inspirar.

Um dia feliz sem «deixar que o sol se ponha sem se reconciliar com o irmão»

Sem comentários:

Enviar um comentário