expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

«Sede perfeitos como é perfeito
o vosso Pai que está nos Céus»
                      [Mateus 5, 38-48]

     
      O desafio de ser perfeitos leva-nos hoje à Capelinha das Aparições para aprender com Maria o caminho que nos leva à perfeição cristã – a santidade.
      Por isso, “Nestes trinta minutos de oração mariana, com o amor que os pastorinhos de Fátima tinham pelo “homem vestido de branco”, rezamos pelas intenções do actual sucessor de São Pedro, o Papa Francisco, que será “peregrino” deste Santuário nos próximos dias 12 e 13 de Maio, para “se encontrar com a mãe”. O tema da visita é “Com Maria, Peregrino na Esperança e na Paz” e o seu logotipo, é um desenho em forma de um coração, feito em contas do rosário, para “valorizar a proximidade física e simpática do Papa, que, a sorrir, acena com a mão num gesto de saudação e de bênção".
      Unimo-nos hoje ao Papa Francisco, sucessor do Apóstolo São Pedro e “homem vestido de branco” e preparemo-nos para acolher a sua palavra e o seu testemunho de “peregrino” e desde já a seguir o seu exemplo, que continuamente nos desafia a seguir o caminho da perfeição apresentado por Jesus no Evangelho.

O texto do Rosário - AQUI - 


domingo, 19 de fevereiro de 2017

«Sede perfeitos como é perfeito
o vosso Pai que está nos Céus»
                      [Mateus 5, 38-48]

     
      Para ser santos, o evangelho deste domingo apresenta-nos o caminho da perfeição, “como é perfeito o Pai que está nos Céus”.
       Na verdade, esta expressão conclui uma série de ensinamentos onde Jesus contrapõe uma proposta de ensinamento novo em relação “ao que foi dito aos antigos”.
      Com ela fica apresentada uma proposta de perfeição ao alcance de todos, mas com a medida do amor do Coração de Jesus que aponta a meta do amor cristão, estendido até aos inimigos.
      É com o timbre deste amor misericordioso que desejamos a todos um domingo feliz, na esperança que o consigamos concretizar com todos, sem excluir ninguém.

 


domingo, 12 de fevereiro de 2017

«SIM, SIM; NÃO, NÃO»                [Mateus 5, 17-37]
Esta palavra do Evangelho de hoje, termina o relato de uma série de situações que o evangelista Mateus relata para apresentar a posição de Jesus diante do que foi dito «aos antigos» e apresentar a posição de Jesus diante de situações concretas da vida do dia a dia: «A vossa linguagem deve ser: ’Sim, Sim; Não, Não’. O que se passa disto vem do Maligno».
    Já dizia Saint Exupéry que a linguagem é uma fonte de mal entendidos; mas aqui a palavra de Jesus é clara…
    Entretanto, hoje, para além destas duas palavras, usa-se tantas vezes uma outra que não sendo propriamente dita é muitas vezes significada com a atitude que se toma diante das situações da vida: «Nim». Por agora ela é só uma palavra que marca uma atitude de vida e esperemos que ela nunca seja uma palavra a introduzir no dicionário.

  Esta é a nossa esperança que para ser verdadeira, tem de ser construída, como refere o Papa Francisco: «A esperança, para se alimentar, precisa dum «corpo», no qual os vários membros se apoiem e animem mutuamente».
      Vamos viver como o Papa Francisco desafiava os peregrinos de língua portuguesa: «Fazei como Maria: dai a Deus livre trânsito na vossa vida»




      

      Um domingo feliz