expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

domingo, 25 de setembro de 2016

«’Eles têm Moisés e os Profetas: que os oiçam’»
[Lucas 16, 19-31]

O uso e administração dos bens estão no centro da Liturgia da Palavra deste domingo, apresentando no Evangelho a atitude de “Um homem rico e um pobre, chamado Lázaro”.



O importante é a Escuta da Palavra para a colocar em prática na vida do dia a dia, sem desprezar ninguém e vivendo com todos o «Sede misericordiosos como o vosso Pai é misericordioso».
Afinal trata-se de comprometer a vida para «ser perfeitos como o nosso Pai celeste»
 Na verdade, somos peregrinos e nessa peregrinação o Senhor tem cuidados e atenções especiais para com os mais débeis e fracos como se pode rezar no texto do Salmo Responsorial de hoje [AQUI]
E os Valores do Reino são outros e não sintonizam com a atitude de “um homem rico” do evangelho que só se vê a si mesmo [AQUI]
Um domingo feliz a ver como convém e a agir em conformidade com todos, especialmente com os mais débeis e fracos


sábado, 3 de setembro de 2016

«Quem não toma a sua cruz para Me seguir,
não pode ser meu discípulo»
[Lucas 14,25-35]

           




Hoje todos os caminhos vão dar a Roma, à canonização de Madre Teresa de Calcutá.
Na imagem oficial da canonização duas cruzes: a do hábito no ombro e a do rosário na mão. Realmente «Quem não toma a sua cruz para Me seguir, não pode ser meu discípulo».
E a Madre Teresa foi mesmo discípula de Cristo, servindo-O na oração e servindo-O em cada pessoa necessitada.
Este pps de um pensamento de Madre Teresa - Dê o melhor de si – [AQUI] pode ajudar a viver este dia feliz para a Igreja e para a Humanidade.


quarta-feira, 24 de agosto de 2016

«Esforçai-vos por entrar pela porta estreita»

 [Lucas 13, 22-30]

 

Às 18h30, estarei na Capelinha das Aparições donde saúdo com a ternura de Maria quem está aqui presente e quem, com os Meios de Comunicação Social e Internet, nos acompanha e reza connosco nas suas casas, nos lares e centros de dia, nos hospitais, nos estabelecimentos prisionais ou vai de viagem e quem se recomenda às nossas orações.
Estamos no final de Agosto. Tempo de verão e de incêndios e hoje de um grande sismo em Itália. Unimo-nos ao Papa Francisco que substituiu a catequese desta quarta-feira pela oração dos mistérios dolorosos do rosário pelas vítimas do sismo, “incluindo crianças”.
Tempo de férias aproveitado para cuidar da formação espiritual em vários lugares e também aqui, em Fátima, onde está a decorrer a 39ª Semana Bíblica Nacional, o Curso Geral de Catequistas e o Curso de Missiologia e onde se viveu a última peregrinação aniversária, com muitos peregrinos, entre eles numerosos migrantes; trouxeram o trigo para as hóstias (76ª vez 1940-2016) e daqui partiram com a fé e a força renovadas e a palavra: “Fátima ajuda-nos a ler a história e a ver que é possível mudá-la a partir de dentro, com a força que vem do alto”.
No dia do Apóstolo São Bartolomeu rezamos pelos missionários do Oriente onde ele pregou o Evangelho e foi martirizado.
Ao iniciarmos estes trinta minutos de oração mariana, ofereço a Maria, em nome de todos, flores de várias cores, para significar a harmonia e beleza da variedade das nossas vidas em oração unânime, enquanto cantamos «Onde se reúnem dois ou três em Meu nome, Eu estou no meio deles, diz o Senhor»”

Neste tempo de verão estas flores são sinal das nossas vidas unidas em oração com o Papa Francisco e toda a Igreja





A Oração do Rosário - AQUI