expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quinta-feira, 2 de maio de 2013


«Como Eu vos amei,
amai-vos também uns aos outros»
[João 13, 31-33ª.34-35]



Numa ida ao Orvalho, no concelho de Oleiros, para a celebração do Jubileu Sacerdotal da Diocese de Portalegre – Castelo Branco, passei perto de uma série de ventoinhas eólicas; de longe parecem pequenas, mas na realidade são bem grandes. Esta paisagem fez-me recordar o que há uns anos atrás se podia contemplar nos telhados das casas das cidades com as antenas de televisão e que alguém chamava “floresta de enganos”. Aqui, porém, trata-se de uma “floresta de benefícios” como alternativa válida à produção de energia.
Depois do regresso e no final do dia, uma pesquisa na internet, onde também se pode encontrar um pouco de tudo: “enganos” e “benefícios”. E entre os acontecimentos deste dia 1º de Maio, uma experiência marcada com a esperança para o mundo em que vivemos, por vezes, carregado de grandes nuvens escuras de conflitos e desilusões. O centro de convergência foi a cidade de Jerusalém, com ligação via internet para todo o mundo. Vale a pena contemplar esta semente de esperança para um “mundo unido”. A duração é o tempo de uma aula… mas vale a pena aprender esta lição [Aqui]
Ser ponte para criar amor uns aos outros

Sem comentários:

Enviar um comentário