terça-feira, 17 de abril de 2012

«A PAZ ESTEJA CONVOSCO» ALELUIA ALELUIA



«Nós falamos do que sabemos 
e damos testemunho do que vimos»
[João  3, 7b-15]


«do que sabemos» Era assim o falar de Jesus, mas connosco (pelo menos comigo) às vezes não é bem assim ou melhor estou longe de sempre assim ser… porque, como costumo dizer «não sei tudo sobre Deus»… mas a meta aponta-me para O conhecer e amar e para lá desejo continuar a caminhar e também a ajudar a caminhar
«do que vimos» Aqui sinto-me mais capaz de o fazer, porque da experiência feita e vivida sai muitas vezes a comunicação partilhada do que consegui ver e viver.













Hoje, faço-o com o convite à contemplação desta flor de carrapiteiro florido. É uma árvore do campo, florida em tempo primaveril; é lindíssima mas com grandes espinhos… (podem observar-se no ramo mais pequeno). Correspondente a ela existe uma outra nos jardins, sem espinhos, [e aqui utilizadas como ornamentação numa destas comunidades] que as pessoas chamam «grinaldas», «flores das noivas»… ou, esta que achei bem curiosa, «carrapiteiro manso».  Na verdade dar testemunho do que sabemos e vimos exige falar a verdade (e, por vezes, isto comporta picadelas de espinhos!...), mas fazê-lo sempre com «o bastão florido» da misericórdia que o Domingo II da Páscoa ou da Divina Misericórdia nos propunha como programa para esta semana.

«Renascer vivendo a Palavra» para um dia cheio de Paz

Sem comentários:

Enviar um comentário