quinta-feira, 25 de julho de 2013

Papa recebe chaves da cidade e pede que o desporto rejeite «violência» e ódio

O Papa encontrou-se hoje com responsáveis municipais do Rio de Janeiro e atletas brasileiros, no Palácio da Cidade, onde abençoou as bandeiras oficiais dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016.
Francisco assinalou este momento com uma mensagem na rede social Twitter, pedindo que o desporto “seja sempre instrumento de intercâmbio e crescimento e nunca de violência nem de ódio".
O quarto dia da visita ao Brasil iniciou-se com uma missa na residência do Sumaré, que acolhe o Papa, seguindo-se um percurso de automóvel até à sede do município do Rio de Janeiro, para receber as chaves da cidade.
À chegada, Francisco recebeu uma camisola das mãos de Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comité Olímpico Brasileiro, e foi recebido pelo governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, o prefeito Eduardo Paes, vários desportistas e antigos atletas, como o ex-futebolista Zico.
O ex-jogador de basquetebol Oscar Schmidt ajoelhou-se e foi abençoado pelo Papa, que brincou com a sua altura.
O Papa dirigiu-se depois para a varanda do palácio, onde recebeu as chaves da cidade do Rio de Janeiro das mãos atleta paraolímpico Guilherme de Lima Sales.
“Bom dia a todos”, disse em português, agradecendo a presença de centenas de pessoas nesta breve cerimónia.
“Agora, de coração, vou a dar a bênção a todos vós, a vossa família, vossos amigos, a todos. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. E rezem por mim”, acrescentou, já em espanhol
Francisco abençoou também a Cruz Olímpica e o Ícone da Paz, que em 2014 visitarão as 12 cidades-sede do Campeonato do Mundo de Futebol, no Brasil.
O Papa seguiu depois para uma visita comunidade de Varginha, na favela de Manguinhos.

OC
Fonte -  Texto - Ecclesia -   
           - Fotos - D'Aqui - 

Sem comentários:

Enviar um comentário