expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Papa Francisco oferece a JMJ Rio2013 a Nossa Senhora Aparecida

Os jovens e o êxito da Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio2013) foram as principais intenções da celebração eucarística presidida pelo Papa Francisco em Aparecida (São Paulo) nesta quarta-feira, 24. Entre 1100 e 1200 padres e bispos concelebraram com o Santo Padre, segundo dados do Santuário de Aparecida. Antes de chegar ao Santuário Nacional de Aparecida, ele fez um trajeto em papamóvel.
Visivelmente emocionado, o Santo Padre fez uma oração ao chegar ao Santuário antes do início da missa. “Mãe Aparecida, ponho em vossas mãos a minha vida. Levai ao Pai a juventude, a Jornada Mundial da Juventude”, rezou. Durante a homilia, mais uma vez o Papa Francisco voltou a enaltecer Maria Santíssima. “Hoje, eu quis vir aqui para suplicar à Maria, nossa Mãe, o bom êxito da Jornada Mundial da Juventude e colocar aos seus pés a vida do povo latino-americano”, disse.
O Santo Padre se disse feliz por estar no Santuário. “É de Maria que se aprende o verdadeiro discipulado. E, por isso, a Igreja sai em missão sempre na esteira de Maria”, disse. Ele lembrou que o Documento de Aparecida nasceu “sob a proteção maternal de Maria”. Há seis anos, realizou-se no Santuário de Aparecida a V Conferência Geral do Episcopado da América Latina e do Caribe.
Devoção a Nossa Senhora

Papa Francisco rogou também para que os Pastores do Povo de Deus, os pais e os educadores possam transmitir aos jovens os valores que farão deles construtores de um País e de um mundo mais justo, solidário e fraterno. Para isso, segundo ele, é importante dar atenção a três simples posturas: conservar a esperança; deixar-se surpreender por Deus; viver na alegria.
É necessário, de acordo com ele, nunca perder a esperança mesmo em meio às dificuldades. “Tenham sempre no coração esta certeza! Deus caminha a seu lado, nunca lhes deixa desamparados! Nunca percamos a esperança! Nunca deixemos que ela se apague nos nossos corações!”, animou.
Ele lembrou ainda que muitos jovens acabam se afastando da vontade de Deus porque se deixam seduzir pelo fascínio de ídolos que se colocam no lugar de Deus e parecem dar esperança: o dinheiro, o poder, o sucesso, o prazer. “Frequentemente, uma sensação de solidão e de vazio entra no coração de muitos e conduz à busca de compensações, destes ídolos passageiros. Queridos irmãos e irmãs, sejamos luzeiros de esperança! Tenhamos uma visão positiva sobre a realidade”, ressaltou.
O Santo Padre convidou a todos os cristãos a viverem na alegria e na esperança. “O cristão é alegre, nunca está triste. Deus nos acompanha. Temos uma Mãe que sempre intercede pela vida dos seus filhos, por nós”. O cristão, segundo ele, não pode ser pessimista e precisa estar constante e verdadeiramente enamorado de Cristo. “O nosso coração se ‘incendiará’ de tal alegria que contagiará quem estiver ao nosso lado”.
A fé e o abandono a Deus também são posturas necessárias para quem quer deixar-se surpreender por Deus. “Deus sempre surpreende, como o vinho novo, no Evangelho que ouvimos. Deus sempre nos reserva o melhor. Mas pede que nos deixemos surpreender pelo seu amor, que acolhamos as suas surpresas”.

Fonte - D'Aqui 



Sem comentários:

Enviar um comentário