sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013


«Cumpriu-se hoje mesmo esta passagem da Escritura»
                                                                       [Lucas 4, 21-30]

    O dia começou com a luz e o impulso desta palavra “Ser hospitaleiro para com todos”.
    Por isso, ao deslocar-me de uma terra para a outra fui encontrando pelo caminho algumas pessoas; parei e saudei para “ser hospitaleiro” indo ao encontro e não apenas esperando acolher. Num desses encontros avivei este programa ao ouvir de um idoso a quem saudei no momento em que fazia o seu habitual passeio: “Hoje vai alegrar os corações das pessoas!...” Pensei com os meus botões: “isto mesmo!...”.
    Ao chegar à outra terra a Festa de Carnaval da Escola.
    Esta terra ainda tem escola e jardim de infância; na verdade, comentava uns dos “mirones”, “na minha infância, havia dez na freguesia e nessa altura também se fazia a festa do galo e da galinha e ainda me lembro a quem comprámos e quanto custou o galo [doze escudos] que oferecemos à professora”. As pessoas a ver a banda passar (poucas) … os “paparazzi” destas ocasiões e, sobretudo, a alegria nos rostos de todos. Essa alegria tornou-se particularmente significativa e exuberante, no momento da passagem em frente ao Lar de Idosos; lá estavam dois lindíssimos frisos: os que passavam bem animados e procuravam testemunhar animação a quem encontravam e os que nas varandas aplaudiam tão feliz e alegre iniciativa.
    A animação continuou pelas ruas onde alguns pais pediam para se parar e assim mais tranquilamente se poder fazer a foto para mais tarde recordar.

    Chegados à Escola a alegria do dever cumprido e o apetite mais aguçado para o merecido almoço.
    Um dia feliz para que também Hoje mesmo se cumpra a palavra «Ser hospitaleiro para com todos»

Sem comentários:

Enviar um comentário