expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

«…transportado por quatro homens»



A imposição das Cinzas e a Encomendação das Almas foram dois modos de nestas comunidades se iniciar a caminhada da Quaresma à Páscoa.
As cinzas foram impostas nas celebrações durante o dia com o desafio «Arrependei-vos e acreditai no Evangelho», respondendo ao apelo do Profeta Joel «Reuni o povo, convocai a assembleia, congregai os anciãos, reuni os jovens e as crianças» (cf Joel 2, 12-18); o canto da Encomendação das Almas, à noite, feito em forma de diálogo entre dois grupos onde crianças, jovens e adultos harmonizaram vozes e sentimentos de oração e concluíram cantando em conjunto:
 
«Ó meu Deus oferecemos
Esta nossa devoção
Seja para glória vossa
Para a nossa salvação
Para o remédio das almas
Que no pregatório estão»
 
Nestes dois momentos, um da vida litúrgica e outro da religiosidade popular conjugaram-se esforços de 1, 2, 3, 4 … e o bem apareceu para alegria de todos: vivos e defuntos.

Sem comentários:

Enviar um comentário